Marcelo Guimaraes Advocacia

 

Advocacia trabalhista com confiança e segurança.

img-sala-reuniao

QUEM SOMOS

 

Nosso escritório procura encontrar soluções que atendam aos interesses e necessidades dos nossos clientes e que, ao mesmo tempo, respeitem a legalidade e os princípios éticos e jurídicos que vigoram no Direito brasileiro.                                              leia mais...

 

img-advogado

 

ÁREAS DE ATUAÇÃO

 

O Escritório tem como área principal de atuação o Direito do Trabalho.
Acreditamos que a atuação preventiva é o melhor caminho para evitar o surgimento de passivo trabalhista e de litígios judiciais. Por isso, proporcionamos aos nossos clientes assessoria e consultoria jurídica especializada em Direito Trabalhista.

leia mais...

ARTIGOS

16/11/2017

Anotando-CTPSA reforma trabalhista (Lei nº 13.467/2017), publicada no diário oficial em 14/07/2017, que teve período de vacacio legis (período entre a aprovação e começo da vigência da lei) de 120 dias, somente entrou em vigor em 11/11/2017.

Contudo, dois dias após a vigência da lei, o Poder Executivo já editou a Medida Provisória nº 808/2017, a qual tem vigência imediata e altera pontos bastante significativos da lei.

19/05/2017

semana-naciona-conciliaçãoMesmo a Justiça do Trabalho tendo como característica norteadora a conciliação, o Brasil bate recordes de ações trabalhistas novas todos os anos.

Atualmente o Judiciário Trabalhista investe e incentiva fortemente a resolução de conflitos por meio da conciliação, sendo que diversas unidades já contam com magistrados e servidores especializados em conciliação e mediação.

A “III Semana Nacional da Conciliação Trabalhista”, que ocorrerá de 22 a 26 de maio próximos, já está sendo aguardada TRT-PR.

17/02/2017

REDES-SOCIAIS-CONSEQUENCIAS-REAISComo as redes sociais provocaram enorme impacto na forma com que as pessoas se relacionam, não é de se espantar o fato de que tais mudanças provoquem novos questionamentos e conflitos que, em muitos casos, são submetidos ao Judiciário.

Mas, a Justiça do Trabalho, com sua função notória de proteção ao trabalhador, aceitaria uma justa causa por uma “curtida” no facebook ou pelo uso excessivo do celular (redes sociais) no ambiente de trabalho?